1ª página
Página Principal Bem vindo (a) www.sportmotores.com 24/01/2022 13:52 GMT





Calendário Actual
Janeiro - 2022
DomSegTerQuaQuiSexSab
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031    


Provas a Decorrer



Proximas 3 Provas
24 horas de Daytona
24 Horas de Nurburgring
6 horas de Fuji (WEC)








CRN - Gondomar: A polémica dos tempos atribuídos
Data: 15/03/2018 20:19

A parte final do Rali de Gondomar ficou marcada por uma polémica envolvendo uma equipa concorrente que se recusou a colocar o carro em parque fechado. Trata-se da terceira polémica em outras tantas provas de ralis disputadas este ano.

O equipa André Dias / Daniel Pinho, que conduzia o Citroen Saxo nº 41, viu ser-lhe atribuído um tempo após a neutralização da PEC 3 que não estava em linha com o seu andamento, e perante a recusa do Gondomar Automóvel Sport em corrigir a situação, optou por abandonar a prova no seu final.

André Dias explicou ao SportMotores.com ter colocado o carro na zona da entrega de prémios após o último parque de assistência e dirigiu-se "ao secretariado da prova. Fiz a reclamação, e após análise dos comissários de prova foi-me dito que realmente foi um procedimento mal efectuado mas que não iriam alterar absolutamente nada."

O piloto do Saxo optou por não colocar o carro em parque fechado por "não concordar com a atitude, acabando desclassificado, "consequência essa que entendo e aceito, referiu.

A forma como a Direcção de Prova decidiu atribuir tempos na PEC 3 aos concorrentes que não a disputaram, é altamente questionável. Agruparam os concorrentes por classe e atribuíram tempos à classe, mas conseguiram que os carros até 1.400cc da classe X1-8 recebessem melhor tempo que os até 1.600cc da classe X1-9, estes últimos onde se incluía o Saxo de André Dias, mas também o de João Andrade ou ainda o Peugeot 106 e João Alves.

Para se ter uma ideia, André Dias passou o rali a efectuar tempos entre o 4º e o 9º melhor tempo nos troços, mas no troço da neutralização viu ser-lhe atribuído o 41º tempo. João Alves foi o 5º classificado com tempos nos troços entre 3º e o 12º lugar, mas no troço neutralizado foi-lhe atribuído o 39º tempo. Resta acrescentar que ambos os pilotos tinham rubricado no troço anterior à neutralização tempos dentro do "top ten".

Com um tempo em linha com as prestações, João Alves teria sido 4º classificado final e André Dias o 5º classificado. Num troço de 5km foi-lhes atribuído um tempo 45,1s superior ao melhor tempo do troço, quando nas outras duas passagens nunca perderam mais de 15 segundos para os mais rápidos.

O SportMotores.com esteve em contacto com o Gondomar Automóvel Sport, mas o Director de Prova acabou por não esclarecer em tempo útil as razões que levara a esta opção de atribuir tempos.

A questão dos tempos a atribuir em caso de neutralização de um troço foi sempre complexa, mas a regulamentação foi sendo actualizada e hoje em dia um organizador tem toda a liberdade de atribuir tempos individuais a cada equipa.

O ponto 19.6.2 das Prescrições Especificas de Ralis diz o seguinte: " Interrupção/Paragem definitiva - o director da prova atribuirá a cada uma das equipas afectadas, um tempo que considerar como o mais correcto, de acordo com critérios de equidade e verdade desportiva."

Esta situação de Gondomar pode ser um "aviso à navegação" para situações futuras.



Links relacionados
 
Noticias:
   CRN - Gondomar: Luís Delgado venceu
   CRN: CAMI faz regressar Rali do Alto Tâmega
Categorias:
   Nacional
   Ralis
   Campeonato Norte de Ralis
Provas:
   Rali de Gondomar
FotoFlash

Galeria
Galerias de Fotos









Mail List
Se pretender receber informação periodica sobre este site por favor inscreva-se indicando o seu:
Nome:
E-mail:



R4 Sim Racing

Direita3 - Desportos Motorizados

     Copyright sportmotores.com 2000-2007
Envie as suas noticias para press@sportmotores.com
Comentários e Sugestões: webmaster@sportmotores.com